segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Primeiras experiências sobre a digestão no estômago


O médico do exército William Beaumont em 1822, tratou um caçador, Alexis St. Martin, acidentalmente levou um tiro na barriga. Contrariando as expectativas do médico, St. Martin sobreviveu mas não sem um problema: ficou com uma fístula (um buraco na barriga e na parede do estômago) até o fim de seus dias. Deixar que o ácido estomacal mantivesse o ferimento limpo era mais seguro do que tentar fechá-lo.
Como St. Martin tinha dificuldade em ganhar a vida para viver com um buraco no estômago, Beaumont o contratou como ajudante e encontrou uma maneira de usar a fístula em prol da ciência. Durante anos, observou o processo digestivo do seu novo ajudante, recolhendo amostras e enviando para que alguns químicos pudessem analisar.






Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário